25 de mai de 2017

5 animais que mais matam humanos.

A vida selvagem pode ser encontrada em todos os ecossistemas. Desertos, florestas tropicais, planícies e outras áreas—incluindo as cidades mais desenvolvidas—todas têm formas distintas de vida selvagem. Embora na cultura popular a expressão geralmente se refira a animais intocados pela presença humana, a maioria dos cientistas concordam que a vida selvagem ao redor do globo sofre, de um modo ou de outro, o impacto das atividades humanas. E os humanos também sofrem a consequência disso.
Historicamente, os seres humanos buscaram separar a civilização da vida selvagem de uma série de maneiras, incluindo os aspectos legal, social e moral. Isto tem sido tema de debate através de toda história registrada, particularmente por meio da literatura.
As religiões têm declarado com frequência que certos animais são sagrados e em épocas recentes, a preocupação com o meio ambiente e a exploração da vida selvagem para benefício humano ou entretenimento tem provocado protestos por parte de ativistas.
Poucas palavras podem descrever a beleza do reino animal. A beleza de muitos animais é tão impressionante que, por vezes, é fácil esquecer que na verdade eles são animais selvagens (em maioria) e estamos tanto em seu mundo como eles estão no nosso. No entanto, estes 5 animais são responsáveis por matar milhares de seres humanos todos os anos. Confira a lista:

5. Escorpiões

5 animais que mais matam humanos.
Existem cerca de 1300 a 2000 espécies de escorpiões no mundo, mas 25 destas espécies têm veneno que é perigoso o suficiente para matar seres humanos. Cerca de 1000 a 5000 pessoas morrem todos os anos por picadas de escorpiões.

4. Cobras

5 animais que mais matam humanos.
Se você tem medo cobras, seu medo é compreensível. Cobras matam mais de 50 mil pessoas em todo o mundo todos os anos. A maioria das mortes acontecem devido às cobras se sentirem ameaçadas pela mera presença e atividade humana.

3. Mosca tsé-tsé

5 animais que mais matam humanos.
A mosca tsé-tsé é responsável por espalhar a doença do sono na África, doença esta que afeta até 500 mil pessoas, 80 por cento das quais acabam por falecer.

2. Mosquitos

5 animais que mais matam humanos.
Os mosquitos podem ser um dos menores desta lista, mas estão entre os mais mortais. Alguns destes insetos são portadores de doenças fatais como a malária e a dengue, que matam entre 660 mil a 1 milhão de pessoas por ano. Portanto, colabore evitando os focos na sua casa ou você, ou alguém de sua família, ou seus vizinhos, virarão estatística.

1. O próprio homem

5 animais que mais matam humanos.
Em outubro deste ano fez 100 anos que a Primeira Guerra Mundial aconteceu. Ela não é a única, antes e depois delas surgiram centenas de guerras, e elas têm ceifado muitas vidas. As guerras, porém, não são as únicas responsáveis pelas mortes dos humanos, atos violentos como roubos e assassinatos matam muito mais, sempre pelas mãos do próprio homem. É triste, mas ninguém nos mata mais do que nós mesmos.

24 de mai de 2017

70 tipos diferentes de tom de pele espalhados pelo mundo

O mundo é um imenso berço de diversidade e todos nós sabemos disso, basta olhar para o lado e perceber que somos todos diferentes e que essa diferença existe até mesmo entre irmãos gêmeos ou parentes bem próximos. Outra coisa que não podemos negar é que a raça, etnia ou cor de pele ainda são fatores que dividem a humanidade há vários séculos e estamos sempre tentando romper essa barreira. Angélica Dass é uma das que contribuem profissionalmente com isso e provou com seu último projeto chamado “Humanae”. Ela se mantém na missão se capturar exemplos de todas as cores de peles do mundo, a fim de mostrar a diversidade e provar que ela vai muito além do que imaginamos e fogem do padrão “branco”, mostrando tons mais escuros, avermelhados e amarelos.
O projeto de Angélica ganhou um impulso logo após sua criação, em 2016, graças a uma grande campanha de mídia social onde ela foi capaz de capturar mais de 200 retratos em uma viagem que passou por 19 cidades internacionais. Ela mantém como um ritual a fotografia de algum indivíduo com o fundo branco e combinando com o tom de pele da pessoa. Dass carrega esse projeto no peito, visto que cresceu em uma família mista no Rio de Janeiro e enfrentado desde então incontáveis discriminações que partiam do seu tom de pele. “Toda vez que vou que eu vou tirar uma foto, sinto que estou sentada em frente a um terapeuta”, disse ela. “Todas as frustrações, medos e solidão que um dia eu senti… Se torna amor”.
Lembrando que o seu trabalho oficial é composto por mais de 250 fotografias mostrando essa diversidade de tons de pele e o resultado ficou incrível, com um grande poder de nos fazer refletir um pouco mais sobre o nosso mundo e que não somos únicos, de maneira alguma. Sem mais delongas, confiram conosco 80 dessas fotos e você pode conferir o resultado total no site de fonte que deixaremos ao final da matéria. Viaje então nesse vasto universo de curiosidades com mais uma matéria criada para vocês.
70 tipos diferentes de tom de pele espalhados pelo mundo

Um blog de Curiosidades
Uêba - Os Melhores Links